Como fazer o planejamento financeiro de uma empresa em 6 passos

O planejamento financeiro é uma ferramenta imprescindível para a realização de uma gestão empresarial eficiente. É por meio dela que o gestor tem condições de conhecer a situação financeira da organização, determinando os objetivos do negócio a curto, médio e longo prazo e realizando um estudo com os caminhos que precisam ser traçados para atingir essas metas. Mas como fazer o planejamento financeiro de uma empresa?

É importante ter em mente que a ferramenta de planejamento deve ser desenvolvida de acordo com as particularidades de cada empresa. Neste post você vai ter acesso a dicas gerais que podem ser inseridas na realidade de qualquer negócio. Confira!

1. Registre todas as suas receitas e despesas

O primeiro passo para um planejamento financeiro eficiente se dá por meio do registro de todas as informações sobre as receitas e despesas da empresa.

É necessário que o gestor tenha uma planilha e registre as informações sobre as quantias pagas e recebidas, mesmo aquelas de pequeno valor. Isso permite ao empresário acompanhar o progresso da empresa, tendo total controle da situação financeira, prevendo possíveis dificuldades financeiras antes mesmo que elas comecem a prejudicar o negócio.

2. Identifique o que pode ser cortado

Com o registos das informações sobre receitas e despesas fica mais fácil para o gestor identificar com clareza quais são os seus gastos, bem como o nível de prioridade de cada um deles.

É muito comum encontrar gastos supérfluos que podem ser facilmente cortados sem causar prejuízo para as atividades. Se você identificar gastos como esses, elimine-os o quanto antes. Isso permite a utilização dos recursos financeiros da empresa em setores mais importantes para o negócio.

3. Faça um diagnóstico do seu negócio

Uma etapa primordial para o bom planejamento financeiro do negócio é a realização do mapeamento de todos os setores.

Tendo em mãos os dados sobre gastos e receitas, é necessário partir para a etapa de diagnóstico organizacional. Nele, o gestor poderá identificar os pontos fortes e fracos da empresa, compreendendo quais áreas precisam de maior investimento financeiro para melhorar o desempenho global do negócio.

Powered by Rock Convert

4. Organize o fluxo de caixa

Após mapear a organização e tendo informações adequadas sobre toda a empresa, é chegado o momento de organizar o fluxo de caixa.

O fluxo de caixa é uma ferramenta muito importante da gestão financeira empresarial, em razão da sua função de projetar entradas e saídas de recursos financeiros da empresa em médio e longo prazo. Isso permite identificar qual será o saldo do caixa em um determinado período.

Além de facilitar o planejamento das compras de materiais e insumos, a organização do fluxo de caixa facilita o cumprimento das obrigações financeiras, tributárias e trabalhistas do negócio, garantindo que os pagamentos sejam feitos dentro dos prazos legais.

5. Monitore as informações financeiras da empresa

Com uma boa organização dos dados financeiros do negócio, o passo seguinte é o monitoramento. Não basta apenas lançar dados em planilhas, o gestor precisa acompanhar o comportamento e o fluxo do dinheiro, identificando oportunidades de investimentos ou riscos que possam impactar negativamente o negócio.

O monitoramento permite identificar, por exemplo, a redução nas vendas de um determinado produto. Identificando essa situação com antecedência, é possível remanejar recursos ou estratégias e fim de garantir que o problema não cause danos ao negócio.

6. Faça ajustes sempre que for necessário

O processo de planejamento financeiro deve ser revisitado com frequência. Da mesma forma como o mercado e as preferências de consumo mudam ao longo do tempo, é possível que um planejamento feito há um ano já não faça mais o mesmo sentido para a estratégia do negócio.

Desta forma, ajustar possíveis arestas, estabelecer novas diretrizes e posturas e alinhar as metas são parte do processo de organização e adaptação do negócio ao mercado e às necessidades de consumo dos seus clientes.

Por isso, não tenha medo de mudar ou reorganizar seus objetivos. O seu planejamento não deve ser fechado, nem estagnado; ao contrário, é importante que ele seja dinâmico e esteja sempre aberto para as mudanças.

Agora que você já sabe como fazer o planejamento financeiro de uma empresa, que tal aprofundar o seu conhecimento sobre gestão empresarial? Então, siga nossas páginas nas redes sociais e fique por dentro dos nossos conteúdos exclusivos! Estamos no Facebook e também no Instagram!

0 comentários

Categorias

Receba nossos conteúdos por email.

Powered by Rock Convert

Guia sobre EFD-Reinf para empresas