Saiba como é obtido o cálculo do EBIT e a relevância para os negócios

Quando os investidores se interessam por algum tipo de empresa, eles analisam as demonstrações contábeis (balanço patrimonial, DRE, DMPL, DRA, DFC e notas explicativas). Durante a análise, eles ficam atentos a indicadores contábeis que mostram os resultados do negócio ao longo do tempo. Um desses indicadores se chama EBIT.

Apesar de sua importância, muitos gestores carecem de valorizar um pouco mais esse indicador. Por isso, vamos falar sobre ele neste artigo. Veja o que é, como calculá-lo e sua relevância para os negócios!

O que é EBIT?

O EBIT é um indicador contábil que reflete qual é o lucro que a empresa tem, antes da incidência com juros e com impostos. A sigla deriva do termo inglês “Earnings Before Interest and Taxes”, que significa “Lucros Antes de Juros e Imposto de Renda”. Em português, a sigla é LAJIR.

O LAJIR é um dos componentes mais verificados pelos analistas de mercado porque oferece uma visão a respeito dos resultados operacionais de uma organização. Ele não leva em conta os efeitos dos impostos e juros, somente custos e despesas referentes ao operacional da empresa:

  • despesas comerciais;
  • despesas administrativas;
  • despesas com amortização;
  • despesas com depreciação;
  • custos do produto/serviço prestado.

O EBIT, portanto, mensura a qualidade do lucro operacional da empresa (e consta na DRE). Quando desconsideramos os gastos com tributos sobre lucro e os custos com juros (resultado financeiro), obtemos um excelente indicador da capacidade operacional do negócio.

Esse indicador tem, portanto, a capacidade de apresentar os resultados de uma empresa sem levar em conta a sua estrutura de capital e os tributos que incidem sobre ela, já que não considera os juros (associados à estrutura do capital) e os tributos sobre o lucro.

O lucro operacional recebe outros nomes como: resultado operacional líquido, resultado de exploração, ganho líquido por exploração e função financeira.

Para que serve o EBIT?

O lucro operacional, que equivale ao lucro antes de juros e impostos, pode ser valioso para diferentes finalidades. Por exemplo, ele é um referencial para algum investidor que deseje comprar uma empresa. Para ele, conhecer os resultados operacionais é fundamental para saber se determinada empresa tem gerado resultado de sua atividade principal e o seu reflexo na geração de caixa.

Se a empresa mantém o controle regular sobre o valor da rentabilidade do trabalho operacional, ela se beneficia com uma maior capacidade gestora. O EBIT mensura a produtividade somente com base nos resultados operacionais.

O gestor pode, então, de maneira realista, compreender se está realmente produzindo o que se almeja, se a produção se apresenta aquém do planejado ou se está ocorrendo um superávit.

O cálculo antes dos juros e dos impostos também oferece uma visão que permite fazer comparação entre os resultados de uma entidade com os resultados de organizações que operam no mesmo ramo.

Os resultados que consideram os tributos não indicam, de forma efetiva, o potencial operacional da empresa, pois os impostos variam conforme o regime tributário.

O que diferencia EBITDA e EBIT?

O EBITDA é um “irmão” do EBIT. É a sigla do termo “Earnings before interest, taxes, depreciation and amortization”. Em português, chamamos “Lucros antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização” (LAJIDA). É um indicador muito usado na avaliação de empresas.

Facilmente percebemos que o EBITDA tem o acréscimo da depreciação e da amortização. São variáveis que esse indicador considera na hora de calcular. A depreciação se refere à desvalorização de bens tangíveis (máquinas, imóveis) enquanto a amortização se relaciona a bens intangíveis, ou bens imateriais (patentes, por exemplo) e a dívidas.

Então, podemos dizer que o que diferencia os dois indicadores é que o EBITDA reflete o potencial de geração de caixa operacional para:

  • amortizar as despesas financeiras decorrentes de endividamento;
  • realizar investimentos;
  • pagar as dívidas do governo;
  • remunerar os sócios.

A partir da fórmula do EBIT (que veremos a seguir), é possível calcular o EBITDA. A fórmula do EBTIDA é: EBIT + depreciação + amortização.

Esses indicadores contábeis são analisados por muitos analistas financeiros juntamente com os demais elementos contábeis. Assim, eles conseguem um visual mais efetivo da posição financeira da empresa.

Como fazer o cálculo do EBIT?

Como existe um cenário fiscal adequado para cada empresa, não é de admirar que algumas utilizem métodos diferentes para o cálculo do EBIT e EBTIDA.

A questão, nesse caso, é que não existe uma padronização que possibilite uma análise que considere parâmetros de mercado.

Então, como compreender o EBIT? Como saber se ele sugere uma boa saúde financeira? 

Para solucionar esse problema, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) editou a Instrução nº 527 em 2012. A finalidade é tratar sobre “a divulgação voluntária de informações de natureza não contábil denominadas LAJIDA e LAJIR”. Conforme a Instrução, o LAJIR deve ser calculado, em princípio, de forma a apurar o lucro operacional líquido por meio da expressão:

  • lucro operacional líquido = receita líquida – despesas operacionais – custos dos produtos comercializados – despesas financeiras líquidas.

Ao resultado, é aplicada a fórmula específica para o EBIT ou LAJIR:

  • EBIT = lucro operacional + despesas financeiras líquidas das receitas financeiras + tributos que incidem sobre o lucro (IRPJ e CSLL).

Também é possível usar a fórmula mais simples: EBIT = lucro líquido + juros + impostos. As informações sobre juros, impostos e lucro líquido estão disponibilizadas no DRE (Demonstrativo de Resultados do Exercício).

Como analisar e comparar o EBIT?

Uma boa forma de usar o LAJIR é fazendo a análise de outros indicadores, que são baseados nele. Eles podem comparar o LAJIR com outras métricas:

  • EV/EBIT: indica a relação entre o Enterprise Value (EV, Valor da Empresa) e o LAJIR;
  • P/EBIT: mostra a relação entre o preço de mercado da empresa e o LAJIR total;
  • Margem EBIT: EBIT/receita líquida x 100.

O EBIT é um indicador relevante para o negócio por medir a eficiência operacional e facilitar a análise comparativa. Ele permite uma visão mais clara do verdadeiro potencial da empresa na geração de lucros. Além disso, potenciais investidores vão analisar o LAJIR e tomá-lo como um referencial na tomada de decisão.

Viu como é relevante conhecer indicadores para avaliar sua empresa? Aproveite para conhecer mais alguns indicadores de desempenho empresarial!

0 comentários

Categorias

Receba nossos conteúdos por email.